• outubro

    31

    2017
  • 132
  • 1
Índice de prenhez: como conseguir ótimos resultados

Índice de prenhez: como conseguir ótimos resultados

Ter métodos reprodutivos que aumentam o índice de prenhez do rebanho é o desejo de muitos profissionais que trabalham com reprodução animal. No entanto, não existe uma fórmula matemática para garantir um maior sucesso nas inseminações e transferências. O que podemos fazer é nos atentar a alguns fatores que afetarão diretamente esses índices e devem ser levados em consideração, se você deseja alcançar bons resultados.

Cuidados na hora de armazenar e descongelar o sêmen

A primeira dica para se levar em consideração e aumentar o índice de prenhez de seu rebanho é ter os cuidados preconizados para garantir o armazenamento correto do sêmen. Nesse ponto, avaliar as condições do botijão é essencial, assim como o correto manejo e checagem dos níveis de nitrogênio. Como já citado anteriormente, fazer o uso de um descongelador automático na hora de descongelar sua dose, evita prejuízos e garante maior mobilidade e vigor do sêmen utilizado para a inseminação.

Cuidar da saúde do rebanho

Manter as vacinas em dia, assim como todos os cuidados sanitários necessários ajuda a ter um rebanho saudável, livre de doenças infecciosas que podem diminuir a sua taxa de prenhez.

Bom desempenho de inseminadores

Outro detalhe muito importante é contar com o trabalho de bons inseminadores, que tenham experiência nesse tipo de atividade. Muitas vezes, a precisão e agilidade com as quais os profissionais trabalham são capazes de fazer a diferença para o sucesso de uma inseminação de determinado rebanho.

Aguardar o desenvolvimento do trato reprodutivo das novilhas

As fêmeas bovinas precisam atingir a puberdade e apresentar completo desenvolvimento do trato reprodutivo para serem consideradas aptas para a inseminação artificial. Por isso, ficar atento ao primeiro cio da novilha, assim como ao seu peso e condição corporal são aspectos fundamentais para identificar novilhas que já podem ser inseminadas, fator importante no resultado final.

Utilizar a bainha 3W para a inseminação

Estudos realizados pela Faculdade de Medicina Veterinária da USP de São Paulo já dão indícios de que o uso da bainha 3W para inseminação artificial consegue obter uma maior taxa de prenhez do que outras bainhas utilizadas no processo.

Apesar de ainda estar em andamento, o estudo relaciona o formato da bainha 3W, que possuí três saídas, direcionando o sêmen para os dois cornos uterinos do animal, trazendo uma maior taxa de prenhez. A bainha 3W precisa ser usada com o aplicador de trava automática, garantindo também maior agilidade para o processo de inseminação.

Se você gostou de nossas dicas, continue acompanhando o blog da WTA, que trará frequentemente informações e assuntos sobre a reprodução animal.

LEAVE A COMMENT

You comment will be published within 24 hours.

Cancel reply

1 COMMENT

  • JOSE PIRES
    13 de novembro de 2017, 22:35 REPLY

    AGUARDO INFORMAÇÕES

COST CALCULATOR

Use our form to estimate the initial cost of renovation or installation.

REQUEST A QUOTE
Latest Posts
Most Viewed
Text Widget

Here is a text widget settings ipsum lore tora dolor sit amet velum. Maecenas est velum, gravida Vehicula Dolor

© Copyright 2017 - Todos os direitos reservados a WTA - Desenvolvido por: Nova Singular